oled_display

Utilizando display OLED I2C no ESP8266

Displays são sempre úteis em projetos relacionados a Internet das Coisas (IoT). Por exemplo, supondo que estamos desenvolvendo alguma forma de monitoramento de temperatura com o ESP8266, qual a forma mais simples de ficar sabendo a temperatura atual? Creio que seja exibindo-a em um display, certo?

Sendo assim, o tutorial de hoje irá mostrar como utilizar um display OLED I2C de 0.96 polegadas, pode parecer pequeno, mas acredite, é possível inserir bastante informação nele.

O display que estou utilizando é o OLED com controlador SSD1306 com tamanho de 128×64 pixels, que utiliza barramento I2C, suportado pelos ESP-07, ESP-12, entre outros. O I2C é suportado pelo ESP8266, porém placas como a ESP-01 não disponibilizam este pino.

(mais…)

nodeMCU-logo-300x300

Conhecendo os módulos do NodeMCU

O NodeMCU é um firmware baseado no eLua para os dispositivos ESP8266. Se você deseja saber mais sobre o firmware recomendo a leitura do artigo NodeMCU: Lua para o ESP8266 que publiquei recentemente. Neste artigo o foco foi a apresentação do firmware e como fazer o flash do seu dispositivo.

Com o decorrer dos projetos que fazem uso do ESP8266 e NodeMCU, eventualmente será necessário criar um firmware com módulos que não fazem parte da distribuição padrão. Sendo assim, o artigo de hoje visa explicar brevemente o que é cada um dos módulos disponíveis. Builds customizadas podem ser feitas através do site NodeMCU custom builds.

(mais…)

logo-arduino

Gerando melodia com o Arduino

Com a função tone do Arduino, é possível reproduzir qualquer melodia que desejar. Esta função tem como princípio gerar um sinal PWM no pino definido no chamado desta função.

A função tone recebe os seguintes parâmetros: tone(pino, frequência, duração);.

Quando chamada, esta função irá gerar um sinal PWM na frequência e pelo tempo definido nos parâmetros passados. A frequência é definida em hertz e o tempo em milissegundos.

(mais…)

nodeMCU-logo-300x300

NodeMCU: Lua para o ESP8266

O NodeMCU é um firmware e kit de desenvolvimento que permite a programação de protótipos para a Internet das Coisas (IoT). O firmware utiliza o paradigma event-driven para facilitar o desenvolvimento de aplicações que necessitem acesso à Internet. Além disso, integra módulos de GPIO, 1-Wire, I2C, SPI, PWM, ADC, entre outros, para facilitar o manuseio de módulos baseados no chip ESP8266.

Na verdade, o NodeMCU é mais que um firmware, é a empresa por trás do NodeMCU Dev Kit, que além do firmware, disponibiliza uma placa de desenvolvimento baseada no ESP8266.

(mais…)

Iluminação Natalina com Arduino, Temporizador e LDR

Neste projeto, irei apresentar a vocês como controlar uma carga de 110 ou 220 volts com um Arduíno e um relé. Utilizaremos também um LDR para medição de intensidade de luz, para poder fazer com que a carga seja ligada apenas quando for escuro, e além disso, com a opção de temporizar o tempo que a carga ficará ligada. Um exemplo de aplicação é a iluminação Natalina, fazendo ela ligar somente quando escurecer, e caso quiser, pode-se também programar essa para desligar após algumas horas, ou ainda, deixar com que ela se apague novamente quando o dia clarear.

(mais…)

beagle-hd-logo_dd

Conheça a BeagleBone Green

Recentemente recebemos da FilipeFlop a BeagleBone Green.

A BeagleBone Green, ou BBG para os mais íntimos, é produzida pela SeeedStudio e é baseada no hardware da BeagleBone Black. As maiores diferenças são a adição de dois conectores Grove e a remoção do HDMI on-board. Apesar de não possuir HDMI, é possível utilizar uma placa de expansão para obter esta funcionalidade.

A BBG é poderosa, ela vem com processador AM335x 1GHz ARM© Cortex-A8, memória de 512MB DDR3, 4GB eMMC de armazenamento interno (isso mesmo, não é necessário SD) e aceleração gráfica 3D.

(mais…)

index

Review da tela 3.5 TFT no Raspberry Pi!

Olá pessoal, neste artigo iremos mostrar como instalar a tela TFT 3.5″, com suporte a caneta, no Raspberry Pi. Utilizaremos a distro Raspbian Wheezy, baseada no Debian e indicada pela Raspberry Foundation, e um Raspberry Pi modelo B. Se você deseja instalar a tela em outra distribuição, basta verificar quais arquivos de configuração se equiparam aos utilizados no Raspbian.

Após instalação da tela, será feito um review falando de sua qualidade e se de fato vale comprar tal acessório.

(mais…)