Compilando o FreeBSD: Parte 1

Primeiro de tudo, sei que o conteúdo propriamente dito de como baixar e compilar os fontes do sistema operacional do FreeBSD é algo que tem aos montes na Internet. Entretanto acredito que reativar tópicos interessantes ou transformar eles em um registro no feeds das notícias pode animar alguém a fazer estes testes.

Um aspecto é que, o objetivo deste texto é servir como base para a segunda parte que é compilar o sistema da nova maneira seguindo a proposta no livro de desenvolvimento do FreeBSD.

(mais…)

Confira algumas novidades do kernel Linux 4.3

Como de costume, sempre tentamos mostrar aqui algumas novidades das releases do kernel Linux. Segue uma lista abaixo do que será encontrado na versão 4.3, que já se encontra no rc6 e que em breve será lançado:

DRM (Direct Rendering Manager)/Gráficos

  • Intel Skylake “Gen9” agora é suportado por padrão e não mais é necessário ativa-lo utilizando uma opção do kernel command-line
  • Suporte inicial para  AMD R9 Fury ‘Fiji’, mas sem gerenciamento de energia ou re-cloking (o que mantém a performance baixa até então).
  • Um grande retrabalho foi feito no Nouveau, afim de facilitar futuras melhorias no driver, além de ter algumas melhorias no re-cloking de algumas GPUs da Nvidia. Embora tenham acontecido estas melhorias, a performance até agora é a mesma.
  • Suporte a OpenGL 3.3 para o VMware. Este suporte se faz necessário quando o Linux é executado como guest VM no VMware workstation 12 e a utilização do driver VMWgfx no guest, em conjunto com o novo Mesa 11.0.
  • Melhorias mínimas em drivers de framebuffer
  • Várias mudanças para gráficos Intel e diversas melhorias em drivers DRM

(mais…)

Finalmente: Mesa ganha suporte a OpenGL 4.0, e está proximo do 4.1 e 4.2

Depois de cinco anos da especificação do OpenGL 4.0 ser introduzido, o projeto open source Mesa 3D finalmente ganhou suporte a todas as extensões necessárias, sendo que existem patches pendentes que estão implementando as extensões das especificações 4.1 e 4.2. O desenvolvedor responsável pelos patches da versão 4.0 do Mesa foi o David Airlie, da Red Hat.

(mais…)

Vaga para programador Linux/C em Blumenau

O profissional trabalhará para empresa com sede em Blumenau-SC, que por sua vez foi contratada  para prestar serviços a uma empresa com Sede nos Estados Unidos (www.zpesystems.com) , no desenvolvimento de Software.

Desenvolvedor de Software para ambiente Linux e C

Responsabilidades: Esta posição é responsável por desenhar e
implementar aplicativos em SW para sistema operacional em Linux,
incluindo desenvolvimento de novos aplicativos, melhorias e correções
em aplicativos existentes, instalação de pacotes de aplicativos de
código aberto. Esta posição responde para o supervisor do time.

(mais…)

Novidades que virão no Linux 4.1

O primeiro release candidate do Linux 4.1 saiu no dia 26 deste mês, então já podemos verificar o que virá nesta próxima versão, uma vez que o merge window, que é o período onde são incluídos novos patches no kernel, já foi fechado para esta versão. Seguem as principais alterações em cada devida área:

Gráficos / DRM (Direct Rendering Manager):

  • Driver DRM do Nouveau agora suporta a geração de seu próprio firmware para as placas GeForce GTX 750
  • Intel XenGT vGPU agora com suporte a virtualização gráfica
  • Driver Radeon com suporte ao DisplayPort MST(Multi-Stream Transport)
  • Numerosas melhorias em drivers gráficos de código aberto

Sistemas de arquivo / Disco:

  • Suporte encriptação a nível de sistema de arquivos para o Ext4 (Adicionado pelo Google para o Android)
  • TraceFS adicionado ao kernel
  • Melhorias no F2FS (Flash Friendly File-System)
  • Melhorias na Multi-queue block layer
  • Melhorias no RAID 5/6 para RAID por software em MD (Multi Device)
  • Drivers de disco, que tenham  suporte, podem fazer uso do NCQ (Native Command Queue) Autosense
  • Melhorias no Btrfs para sistemas de arquivo massivos (acima de 20 terabytes)

Hardware:

  • Melhor performance em hardware Cherry Tail e  Bay Trail da Intel
  • Suporte ao Chrome OS Lightbar (basicamente uma śerie de LEDs que suportam múltiplas cores)
  • Melhoria no suporte a laptops x86 da Dell e Toshiba
  • Suporte a Force Feedback / Rumble para o controle do Xbox One
  • Modernização do código de áudio
  • Adicionado Turbstat para Intel Skylake (que será lançado na segunda metade deste ano)
  • Melhoria no gerenciamento de energia para x86 e ARM
  • ACPI para processadores ARM de 64-bits (AArch64 / ARM64)
  • Melhoria na entropia para processadores AMD Bulldozer
  • Suporte a Wacom Bamboo Pad
  • Novo driver PMEM (Persistent Memory)
  • Melhorias no suporte ao Chrome Book Pixel 2 da Google
  • Adicionado suporte a plataforma ARM Annapurna Labs Alpine

Outros:

  • Limpeza de código Assembly para plataforma x86
  • Melhorias nos drivers de staging enviados pelo programa NOME Women Outreach Program

Se inscreva em nossas redes sociais para ficar por dentro de nossos novos artigos. Até mais!

Via Phoronix

Novidades do kernel 4.0

Após a versão 3.19, Linus escolheu via enquete no Google Plus para pular para a versão 4.0 do kernel. A versão 4.0 deve ser oficialmente lançada em algumas semanas. Aqui estão algumas novidades desta nova versão:

  • Live patching: Este recurso permite aplicar patches no Linux com este ainda executando, desta forma sendo desnecessário reiniciar o sistema a cada atualização de algum módulo do kernel. Esta era uma feature a muito tempo esperada, e foi feita unificando as ferramentas Kpatch, da Red Hat e KGraph da SUSE.
  • O driver Radeon ganhou suporte ao DisplayPort e melhoria no suporte ao controle de resfriamento
  • O driver AMDKFD, responsável pelo suporte ao HSA (Heterogeneous System Architecture, que combina CPU com GPU), agora funciona com a APU Carrizo
  • Melhorias no driver Nouveau
  • Suporte ao driver Skylake da Intel foi melhorado
  • Suporte ao pNFS (Parallel NFS) para poder executar I/O em bloco ao invés de leitura e escrita
  • Melhorias no RAID 5/6 do Btrfs
  • Novas funcionalidades para o OverlayFS
  • Suporte ao SoC Quark da Intel
  • Suporte a novo hardware ARM
  • Suporte ao processador IBM z13
  • Melhor suporte a notebooks Toshiba
  • Melhorias no suporte a HID (Human Interface Device) da Logitech

Além destas, várias outras pequenas melhorias foram feitas. Só nos resta esperar a release oficial para sabermos se algum feature entrou de última hora. Até mais!

Fonte: Phoronix

Conhecendo o modinfo

Enquanto estudava para a prova LPI 101, eu acabei estudando os comandos que tratam de módulos do kernel. Alguns comandos eu já conhecia, como insmod para carregar um módulo do kernel, e rmmod para remover um módulo já carregado. Mas entre estes eu acabei encontrando o modinfo. Este comando busca informações de um módulo do kernel. Todos estes comandos fazem parte do pacote kmod, e este pacote existe em praticamente todas as distribuições Linux.

Segue abaixo a execução do modinfo no driver i915, que é o driver para placas gráficas da Intel.

<h5><em>[email protected]: [~] # modinfo i915</em>
<em> filename: /lib/modules/3.18.5-201.fc21.x86_64/kernel/drivers/gpu/drm/i915/i915.ko.xz</em>
<em> license: GPL and additional rights</em>
<em> description: Intel Graphics</em>
<em> author: Intel Corporation</em>
<em> author: Tungsten Graphics, Inc.</em>
<em> …</em>
<em> alias: pci:v00008086d00003582sv*sd*bc03sc*i*</em>
<em> alias: pci:v00008086d00002562sv*sd*bc03sc*i*</em>
<em> alias: pci:v00008086d00003577sv*sd*bc03sc*i*</em>
<em> depends: drm_kms_helper,drm,video,i2c-algo-bit</em>
<em> intree: Y</em>
<em> vermagic: 3.18.5-201.fc21.x86_64 SMP mod_unload</em>
<em> signer: Fedora kernel signing key</em>
<em> sig_key: 3F:8E:A9:86:28:8C:19:99:F3:2A:50:D2:A3:7C:05:E5:4D:E8:EC:1E</em>
<em> sig_hashalgo: sha256</em>
<em> parm: modeset:Use kernel modesetting [KMS] (0=DRM_I915_KMS from .config, 1=on, -1=force vga console preference [default]) (int)</em>
<em> parm: panel_ignore_lid:Override lid status (0=autodetect, 1=autodetect disabled [default], -1=force lid closed, -2=force lid open) (int)</em>
<em> parm: powersave:Enable powersavings, fbc, downclocking, etc. (default: true) (int)</em>
<em> parm: semaphores:Use semaphores for inter-ring sync (default: -1 (use per-chip defaults)) (int)</em>
<em> parm: enable_rc6:Enable power-saving render C-state 6. Different stages can be selected via bitmask values (0 = disable; 1 = enable rc6; 2 = enable deep rc6; 4 = enable deepest rc6). For example, 3 would enable rc6 and deep rc6, and 7 would enable everything. default: -1 (use per-chip default) (int)</em>
<em> parm: enable_fbc:Enable frame buffer compression for power savings (default: -1 (use per-chip default)) (int)</em>
<em> parm: lvds_downclock:Use panel (LVDS/eDP) downclocking for power savings (default: false) (int)</em>
<em> parm: lvds_channel_mode:Specify LVDS channel mode (0=probe BIOS [default], 1=single-channel, 2=dual-channel) (int)</em>
<em> parm: lvds_use_ssc:Use Spread Spectrum Clock with panels [LVDS/eDP] (default: auto from VBT) (int)</em>
<em> parm: vbt_sdvo_panel_type:Override/Ignore selection of SDVO panel mode in the VBT (-2=ignore, -1=auto [default], index in VBT BIOS table) (int)</em>
<em> parm: reset:Attempt GPU resets (default: true) (bool)</em>
<em> parm: enable_hangcheck:Periodically check GPU activity for detecting hangs. WARNING: Disabling this can cause system wide hangs. (default: true) (bool)</em>
<em> parm: enable_ppgtt:Override PPGTT usage. (-1=auto [default], 0=disabled, 1=aliasing, 2=full) (int)</em>
<em> parm: enable_execlists:Override execlists usage. (-1=auto, 0=disabled [default], 1=enabled) (int)</em>
<em> parm: enable_psr:Enable PSR (default: false) (int)</em>
<em> parm: preliminary_hw_support:Enable preliminary hardware support. (int)</em>
<em> parm: disable_power_well:Disable the power well when possible (default: true) (int)</em>
<em> parm: enable_ips:Enable IPS (default: true) (int)</em>
<em> parm: fastboot:Try to skip unnecessary mode sets at boot time (default: false) (bool)</em>
<em> parm: prefault_disable:Disable page prefaulting for pread/pwrite/reloc (default:false). For developers only. (bool)</em>
<em> parm: invert_brightness:Invert backlight brightness (-1 force normal, 0 machine defaults, 1 force inversion), please report PCI device ID, subsystem vendor and subsystem device ID to [email protected], if your machine needs it. It will then be included in an upcoming module version. (int)</em>
<em> parm: disable_display:Disable display (default: false) (bool)</em>
<em> parm: disable_vtd_wa:Disable all VT-d workarounds (default: false) (bool)</em>
<em> parm: enable_cmd_parser:Enable command parsing (1=enabled [default], 0=disabled) (int)</em>
<em> parm: use_mmio_flip:use MMIO flips (-1=never, 0=driver discretion [default], 1=always) (int)</em>
<em> parm: mmio_debug:Enable the MMIO debug code (default: false). This may negatively affect performance. (bool)</em>
<em> parm: verbose_state_checks:Enable verbose logs (ie. WARN_ON()) in case of unexpected hw state conditions. (bool)</em></h5>

Além de informações sobre os responsáveis pela criação e manutenção do driver, o modinfo também mostra todos os parâmetros aceitos pelo driver em tempo de boot. Estes parâmetros têm a capacidade de alterar o comportamento do driver.

Vamos a mais um exemplo, agora mostrando a saída do modinfo para o driver nouveau, que é o driver open source para as placas de vídeo da NVIDIA:

<h5><em>[email protected]: [~] # modinfo nouveau</em>
<em> filename: /lib/modules/3.18.5-201.fc21.x86_64/kernel/drivers/gpu/drm/nouveau/nouveau.ko.xz</em>
<em> license: GPL and additional rights</em>
<em> description: nVidia Riva/TNT/GeForce/Quadro/Tesla</em>
<em> author: Nouveau Project</em>
<em> alias: pci:v000012D2d*sv*sd*bc03sc*i*</em>
<em> alias: pci:v000010DEd*sv*sd*bc03sc*i*</em>
<em> depends: drm,drm_kms_helper,ttm,mxm-wmi,wmi,video,i2c-algo-bit</em>
<em> intree: Y</em>
<em> vermagic: 3.18.5-201.fc21.x86_64 SMP mod_unload</em>
<em> signer: Fedora kernel signing key</em>
<em> sig_key: 3F:8E:A9:86:28:8C:19:99:F3:2A:50:D2:A3:7C:05:E5:4D:E8:EC:1E</em>
<em> sig_hashalgo: sha256</em>
<em> parm: pstate:enable sysfs pstate file, which will be moved in the future (int)</em>
<em> parm: tv_norm:Default TV norm.</em>
<em> Supported: PAL, PAL-M, PAL-N, PAL-Nc, NTSC-M, NTSC-J,</em>
<em> hd480i, hd480p, hd576i, hd576p, hd720p, hd1080i.</em>
<em> Default: PAL</em>
<em> *NOTE* Ignored for cards with external TV encoders. (charp)</em>
<em> parm: tv_disable:Disable TV-out detection (int)</em>
<em> parm: ignorelid:Ignore ACPI lid status (int)</em>
<em> parm: duallink:Allow dual-link TMDS (default: enabled) (int)</em>
<em> parm: nofbaccel:Disable fbcon acceleration (int)</em>
<em> parm: agpmode:AGP mode (0 to disable AGP) (int)</em>
<em> parm: vram_pushbuf:Create DMA push buffers in VRAM (int)</em>
<em> parm: config:option string to pass to driver core (charp)</em>
<em> parm: debug:debug string to pass to driver core (charp)</em>
<em> parm: noaccel:disable kernel/abi16 acceleration (int)</em>
<em> parm: modeset:enable driver (default: auto, 0 = disabled, 1 = enabled, 2 = headless) (int)</em>
<em> parm: runpm:disable (0), force enable (1), optimus only default (-1) (int)</em></h5>

Ainda podemos notar pelo campo depends, quais os módulos que dependem do módulo listado, o tipo de licença do módulo, o caminho onde se encontra o módulo dentro do sistema de arquivos e muitas outras informações interessantes para quem tem interesse em device drivers, ou está curioso para saber como estes se organizam.

Espero que tenham gostado. Qualquer dúvida ou sugestão, por favor comente a postagem. Se inscreva em nossos perfis nas redes sociais para saber em primeira mão quando lançamos novos artigos. Até mais!

Referências:
modinfo
insmod
rmmod
kmod

Carregamento de hardware/driver assíncrono no kernel Linux

Enquanto o Chrome OS já tem o suporte ao carregamento de dispositivos/drivers assíncrono, o kernel linux ainda não.  Mas patches já foram enviados ao Linux tentando introduzir esta nova característica. Esta alteração tem o propósito de fazer o carregamento do sistema mais ágil, uma vez que alguns dispositivos demoram para ter seu carregamento e isto atualmente atrasa o tempo de boot do sistema.

O desenvolvedor Dmitry Torokhov enviou oito patches para o kernel baseado na implementação do Chrome OS. O atual estado desses patches ainda causam problemas em um boot completamente assíncrono em algumas plataformas, embora ele já tenha conseguido ativar este recurso em um sistema Rockchip com sucesso.

Os patches de Dmitry podem ser verificados aqui.

Via Phoronix