Lançamentos Novatec: Linguagem SQL e Minecraft

introcucao-sql

Introdução à Linguagem SQL

Se você trabalha em uma empresa ou é profissional de TI, vai se beneficiar da leitura de Introdução à Linguagem SQL, um guia prático introdutório que ensina a obter e transformar dados com o SQL de maneira significativa. Rapidamente, dominará os aspectos básicos do SQL e aprenderá como criar seus próprios bancos de dados.

O livro contém exercícios que vão ajudar o leitor a praticar suas recém descobertas aptidões no uso do SQL sem precisar empregar um ambiente de servidor de banco de dados. Aprenderá também  a usar instruções-chave do SQL para encontrar e manipular seus dados, e descobrirá como projetar e gerenciar eficientemente bancos de dados que atendam às suas necessidades.

(mais…)

livro-sql-teoria

Novatec lança livro SQL e Teoria Relacional

A Novatec acabou de lançar um novo livro. O livro SQL e Teoria Relacional que ensina a escrever códigos SQL precisos.

A linguagem de programação SQL pode ter diversas dificuldades e armadilhas para os mais descuidados. Mas este é um problema que pode ser solucionado caso o desenvolvedor compreenda e saiba colocar em prática a teoria relacional.

O livro SQL e Teoria Relacional, de C. J. Date – um dos maiores nomes da área de banco de dados -, publicado pela Novatec Editora, explica a teoria relacional em profundidade com exemplos e exercícios que o leitor pode aplicar diretamente no seu uso de SQL. “SQL e Teoria Relacional” inclui material sobre consultas recursivas, novos operadores de atualização e tópicos como operadores agregados, agrupamentos e desagrupamentos e atualização de views.

Diversas dúvidas sobre o SQL são solucionadas pelo livro, como:

  • Por que a nomenclatura correta das colunas é tão importante?
  • Nulos em seu banco de dados estão fazendo com que você receba respostas erradas. Por quê? O que você pode fazer quanto a isso?
  • É possível escrever uma consulta SQL para encontrar funcionários que nunca estiveram no mesmo departamento por mais de seis meses de cada vez?
  • SQL suporta “comparações quantificadas”, mas é melhor evitá-las. Por quê? Como você as evita?
  • Restrições são de importância crucial, mas a maioria dos produtos SQL não oferece suporte adequado a elas. O que você pode fazer para resolver essa situação?

O livro se preocupa em apresentar a abordagem mais atualizada de SQL disponível.

C. J. Date tem um prestígio único na área de banco de dados. Escritor prolífico, muito conhecido por seu best-seller Introdução a Sistemas de Bancos de Dados (editora Campus), tem um estilo excepcionalmente claro ao escrever sobre teoria e princípios complexos.

Não esqueça de usar o código BUTECO durante a compra para ganhar 20% de desconto.

Mariadb-seal-shaded-browntext

Instalando o MariaDB no CentOS 7

Hoje vamos dar início a uma série de artigos sobre como configurar um servidor Web. No meu caso utilizarei o CentOS 7, mas este artigo pode ser usado como base para a instalação em outras distribuições.

O conteúdo será divido em 4 partes. Sendo:

  1. Instalação e configuração do MariaDB
  2. Instalação e configuração do Apache
  3. Instalação e configuração do WordPress
  4. Instalação e configuração do phpMyAdmin

Agora que você já sabe o que está por vir, vamos dar início a instalação do MariaDB.

O MariaDB é um servidor de banco de dados que oferece as mesmas funcionalidades do MySQL. Na verdade ele é um fork do MySQL, feito após a sua compra pela Oracle. O MariaDB é desenvolvido pela comunidade de software livre e por alguns dos autores originais do MySQL.

Instalação

Para instalar o MariaDB no Centos 7 execute o comando:

sudo yum install mariadb-server mariadb

Ao final da instalação deverá aparecer Complete!.

Configuração

Após instalado, devemos configurar alguns itens.

O primeiro é iniciar o serviço do MariaDB. Para iniciá-lo execute o comando:

sudo systemctl start mariadb

Após iniciado, vamos configurar a senha do root. Para isso, execute o comando:

sudo mysql_secure_installation

Note que este passo solicita a configuração de outros itens, então iremos por partes.

Inicialmente será solicitado a senha do root, conforme abaixo:

NOTE: RUNNING ALL PARTS OF THIS SCRIPT IS RECOMMENDED FOR ALL MariaDB
SERVERS IN PRODUCTION USE! PLEASE READ EACH STEP CAREFULLY!

In order to log into MariaDB to secure it, we'll need the current
password for the root user. If you've just installed MariaDB, and
you haven't set the root password yet, the password will be blank,
so you should just press enter here.

Enter current password for root (enter for none):

Apenas aperte Enter, pois não existe uma senha definida.

Após isso, será solicitado se você deseja definir uma nova senha do root, conforme abaixo:

Setting the root password ensures that nobody can log into the MariaDB
root user without the proper authorisation.

Set root password? [Y/n]

Escolha Y e defina uma nova senha.

Se tudo ocorrer bem, você deverá ver algo semelhante a:

Password updated successfully!
Reloading privilege tables..

Ainda serão feitas outras perguntas sobre acesso a base, apenas escolha entre Y/N de acordo com a sua necessidade.

Após configurado, vamos colocá-lo para iniciar automaticamente no boot. Para isso, execute o comando:

systemctl enable mariadb.service

Teste

Se tudo estiver certo, agora você já pode se conectar no MySQL. Para isso, execute o comando:

mysql -u root -p

Para fazer um pequeno teste no nosso BD, vamos criar um usuário e uma base.

Para criar uma base execute o seguinte comando:

CREATE DATABASE wordpress;

Para criar um usuário execute o seguinte comando:

CREATE USER 'usuario'@'localhost' IDENTIFIED BY 'senha';

Para atribuir permissões de acesso a base ao usuário execute o seguinte comando:

GRANT ALL PRIVILEGES ON wordpress . * TO 'usuario'@'localhost';
FLUSH PRIVILEGES;

Pronto! Já demos o passo inicial para o nosso servidor do WordPress.

Assine nosso feed e não perca a continuidade deste artigo. Até a próxima.