virtualbox

Dispositivos USB não são reconhecidos pelo VirtualBox (host Linux)

O VirtualBox é uma das mais bem conceituadas opções para emulação de sistemas operacionais em máquinas virtuais, com suporte a x86 e AMD64/Intel64. Atualmente o VirtualBox possui versões para hosts Windows, Linux, OS X, Solaris e FreeBSD.

Porém no Linux, em alguns casos o reconhecimento de dispositivos USB, Webcam e leitores SD Card do host no sistema guest não funciona. Esse problema é geralmente causado por falta de permissão no seu usuário no momento da execução do VirtualBox.

(mais…)

libvirtLogo

Virsh: criando e gerenciando VMs pelo terminal

O virsh é um utilitário criado para gerenciar máquinas virtuais de tecnologias como KVM, Xen, VMware ESX, QEMU entre outras. Esse suporte se deve ao fato do virsh ser construído utilizando a libvirt como base.

De uma forma simples, a libvirt é uma API/daemon criada pela Red Hat para gerenciar máquinas virtuais. Assim como o virsh, outras ferramentas são baseadas na libvirt para gerenciar VMs, como virt-manager, OpenStack e oVirt. Apesar de ser escrita em C, existem bindings para outras linguagens, como Python, Perl, Ruby, Java e PHP.

(mais…)

Qemu-logo

QEMU 2.3 trará suporte a CPU Ivy Bridge

O QEMU é um emulador e virtualizador de máquinas e é totalmente Open Source. A versão 2.2 foi lançada há pouco mais de um mês (09/12), e para a versão 2.3 a lista de novidades já é grande.

A liberação da versão 2.3 ainda irá demorar um pouco, mas já é possível observar o changelog desta nova versão.

Confira abaixo as principais alterações

  • Uma nova opção -semihosting-config para ARM
  • Suporte a processadores MIPS 5KEc e 5KEf MIPS64r2
  • Suporte a processadores M14K e M14Kc MIPS32r2 microMIPS
  • Vários correções para CPUs MIP
  • Pseudo suporte a Transactional Memory Extensions para PowerPC
  • Suporte ao barramento PCI em conjunto com KVM na arquitetura s390
  • Melhoria na emulação do microcontrolador TriCore
  • Novo modelo x86 IvyBridge
  • Suporte a KVM quando rodando no Valgrind
  • Suporte a XSAVES com KVM
  • Suporte para cartões SD em sistemas PCI com o novo driver sdhci-pci

Não esqueça de assinar nosso feed de notícias para saber mais novidades sobre esta nova versão.

Via Phoronix.

Conhecendo o virt-manager

O virt-manager é uma ferramenta desenvolvida pela RedHat para gerenciar máquinas virtuais. Para quem já trabalhou com VMWare e VirtualBox, a interface do virt-manager é bem semelhante. A ferramenta foi construída sobre a libvirt, que é uma ferramenta para gerenciar plataformas de virtualização. Por isso, o virt-manager tem suporte a uma série de plataformas de hypervisors, como por exemplo QEMU/KVM, LXC (linux containers), Xen, entre várias outras. Como podemos ver abaixo, o visual do virt-manager deixa claro que seu foco está na simplicidade e na facilidade do seu uso:

virt-manager sendo executado

Como pode-se verificar na imagem, no meu virt-manager está sendo executado uma máquina virtual com CentOS e outro Linux qualquer, que está desligado.

A imagem a seguir mostra quais as possíveis configurações que podem ser efetuadas no host do virt-manager:
Captura de tela de 2014-12-20 11:46:37

Entre as opções de configuração padrão visto em todos os gerenciadores de máquinas virtuais, podemos ver alguns recursos interessantes no virt-manager, como alterar o kernel Linux utilizado por uma VM. Este recurso se torna interessante se o usuário do virt-manager compilou um kernel linux com algumas opções extras e deseja verificar se algo pode acontecer errado ao utilizar este kernel em produção.

O virt-manager já contém um servidor VNC para acessar as máquinas, além do protocolo Spice.

Outros recursos possíveis na interface gráfica do virt-manager são: alterar a arquitetura do processador da máquina virtual, ativar/desativar menu de boot da VM, configurar VM para iniciar quando o sistema for iniciado, criar/gerenciar redes virtuais, entre várias outras possíveis configurações.

Além da interface gráfica do virt-manager, existem também ferramentas em linha de comando para criar/gerenciar máquinas virtuais. A principal ferramenta é o virsh, que é capaz de enviar comandos para máquinas virtuais iniciarem, desligarem, conectar com a serial virtual da máquina, listar as máquinas virtuais existentes, entre vários outros recursos.

Abaixo segue um print do virsh listando as máquinas virtuais instaladas:
Captura de tela de 2014-12-20 14:44:32

Espero que tenham gostado deste resumo do virt-manager. Não se esqueçam de assinar o nosso feed e comentar a postagem. Até a próxima!