VIM Tips: Trabalhando com abas

O VIM, como todos sabem, tem muitas ferramentas por padrão que são pouco mostradas, ou até mesmo não são exploradas com todo o seu potencial. Essa série de artigos tem como foco mostrar algumas funcionalidades interessantes e as vezes pouco exploradas.

Bom, vamos lá!

Primeiro, abra o seu VIM e edite um arquivo simples. Em seguida, digite :tabnew no command:

VIM Tabs

Como podemos ver, agora temos duas abas, cada uma com o nome do arquivo sendo editado. Para navegar entre as abas, basta digitar:

gt – Vai para a próxima aba, ao se for a última aba vai para a primeira
Ctrl-PgDown – mesma ação do gt
gT – Volta para a aba anterior, ou vai para a ultima se a aba corrente for a primeira
Ctrl-PgUp – mesma ação do gT
{i}gt – Vai para a aba i

Para fechar a aba:

:tabc fecha a aba corrent
:tabclose – mesma ação de tabc
Ctrl-W c – mesma ação de tabc
:tabclose {i} – fecha a aba i

Fora os comandos para fechar e abrir, existem alguns outros comandos para controlar e dar outras funcionalidades para as abas:

:tab split – copia conteúdo da aba atual para uma nova aba
:tab help – abre o help do VIM em uma nova aba

Dicas indicadas por leitores:
vim arq1 arq2 arqN -p – Abre multiplos arquivos, cada um deles uma aba (indicado por MDK)

Essas são as ações mais comuns que podem ser feitas em abas dentro do VIM, mas ainda existe muito para ser explorado.

Espero que gostem! E se quiserem mais dicas sobre o assunto, deixem nos comentários!

Até a próxima!

Referência

VIM Wiki

  • MDK

    adicionando uma dica: para abrir diversos arquivos ao rodar o vim pela linha de comando, um por aba, dá para usar a flag “-p”. Ex.:
    $ vim arq1 arq2 arqN -p

    • Marcos Souza

      @mdkcore:disqus , valeu pela contribuição 🙂

      Sua dica foi adicionada ao post!

      Obrigado!

  • MDK

    adicionando uma dica: para abrir diversos arquivos ao rodar o vim pela linha de comando, um por aba, dá para usar a flag “-p”. Ex.:
    $ vim arq1 arq2 arqN -p

    • Marcos Souza

      @mdkcore:disqus , valeu pela contribuição 🙂

      Sua dica foi adicionada ao post!

      Obrigado!

  • MDK

    adicionando uma dica: para abrir diversos arquivos ao rodar o vim pela linha de comando, um por aba, dá para usar a flag “-p”. Ex.:
    $ vim arq1 arq2 arqN -p

    • Marcos Souza

      @mdkcore:disqus , valeu pela contribuição 🙂

      Sua dica foi adicionada ao post!

      Obrigado!

  • Thiago A.

    Vale lembrar que as abas do vim não funcionam como abas convencionais de outros aplicativos – navegadores, editores de texto GUI, etc. É um conceito bem diferente.

    No vim o equivalente às abas convencionais são os buffers, e existem várias formas de navegar entre eles. As abas são úteis para guardar layouts de janelas específicos, funcionando como “viewports”ou “workspaces”. Então no vim a maior utilidade delas é prover organização.

    Vamos supor que você esteja trabalhando com um layout de 3 janelas quem contém buffers relacionados, e você quer abrir 2 arquivos diferentes. Então é melhor organizá-los em uma nova aba, assim evita-se o trabalho de desfazer e refazer layout de janelas, o que é bom para a produtividade.

  • Thiago A.

    Vale lembrar que as abas do vim não funcionam como abas convencionais de outros aplicativos – navegadores, editores de texto GUI, etc. É um conceito bem diferente.

    No vim o equivalente às abas convencionais são os buffers, e existem várias formas de navegar entre eles. As abas são úteis para guardar layouts de janelas específicos, funcionando como “viewports”ou “workspaces”. Então no vim a maior utilidade delas é prover organização.

    Vamos supor que você esteja trabalhando com um layout de 3 janelas quem contém buffers relacionados, e você quer abrir 2 arquivos diferentes. Então é melhor organizá-los em uma nova aba, assim evita-se o trabalho de desfazer e refazer layout de janelas, o que é bom para a produtividade.

  • Thiago A.

    Vale lembrar que as abas do vim não funcionam como abas convencionais de outros aplicativos – navegadores, editores de texto GUI, etc. É um conceito bem diferente.

    No vim o equivalente às abas convencionais são os buffers, e existem várias formas de navegar entre eles. As abas são úteis para guardar layouts de janelas específicos, funcionando como “viewports”ou “workspaces”. Então no vim a maior utilidade delas é prover organização.

    Vamos supor que você esteja trabalhando com um layout de 3 janelas quem contém buffers relacionados, e você quer abrir 2 arquivos diferentes. Então é melhor organizá-los em uma nova aba, assim evita-se o trabalho de desfazer e refazer layout de janelas, o que é bom para a produtividade.